Obras de revitalização do Imbuí são retomadas

Vereador questiona legalidade de permanência da barraca Claquete e de novas construções na Rua Alberto Fiúza

 Imbui_e_Av_Paralela

Segue em ritmo acelerado as obras para finalizar o projeto de revitalização do Imbuí. Os trabalhos foram retomados pela Prefeitura a pedido do vereador Euvaldo Jorge (PP), presidente da Comissão de Trânsito, Transportes e Serviços Municipais da Câmara, e morador do bairro há 34 anos.

De acordo com o edil que era secretário municipal de Transportes e Infraestrutura quando a nova praça foi inaugrada em 2010, a retomada da obra era imprescindível. “O Imbuí teve uma enorme valorização com a revitalização deste espaço utilizado para lazer e práticas esportivas, além da organização dos quiosques. Porém, o projeto estava inacabado”, afirmou Euvaldo Jorge alertando que cobrará ainda da Prefeitura um posicionamento quanto a Barraca Claquete, única que permanece em atividade na rua Alberto Fiúza, após entrar na justiça para garantir permanência no local. “Esta barraca oferece risco aos clientes, funcionários e aos próprios proprietários porque está instalada sob uma adutora da Embasa, motivo pelo qual as demais tiveram que ser removidas. A Prefeitura precisa agir”, afirmou. O vereador, que também é bacharel em Direito, lembra que o Código de Obras Municipais sinaliza que qualquer construção sem alvará de funcionamento erguida em local público pode ser demolida sumariamente.

Invasões

Outro fator que preocupa o vereador Euvaldo Jorge são as invasões na Avenida Jorge Amado. Por conta disso, encaminhará ofício à SUCOM questionando a legalidade das construções que já avançam o Imbuí, também na Rua Alberto Fiúza.