Euvaldo Jorge chama atenção sobre a ilegalidade do Uber no Brasil

Autor do projeto de lei que exige maior fiscalização e controle sobre o transporte clandestino em Salvador, o vereador Euvaldo Jorge (PPS), presidente da Comissão de Transportes e Serviços Públicos da Câmara Municipal, fez uma alerta nesta terça-feira para mais um fator que comprova a ilegalidade do serviço Uber no Brasil. Trata-se da Lei N 12.468, de 26 de agosto de 2011, que regulamenta a profissão de taxista. A lei diz que a atividade só pode ser exercida por um profissional que atenda integralmente os requisitos estabelecidos na matéria.  “Para circular na cidade o automóvel, por exemplo, deverá possuir identificação exigida pela autoridade de trânsito, no caso a Transalvador. Além disso, o profissional deverá ter uma certificação específica para poder rodar pela cidade, e esse documento deve ser emitido também pelo órgão de trânsito. Ou seja, quem não se enquadra a esses requisitos, não pode exercer a profissão de taxista”, explica Euvaldo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*